• Karolina Vieira

Protocolo USP trata dores crônicas

Tratamento não invasivo e acessível que combina ultrassom, laser e pressão negativa agora está disponível em Goiânia e Catalão através de parceria com a Universidade de São Paulo


Parece mágica, mas é a ciência brasileira em ação. Pesquisadores do Instituto de Física de São Carlos (IFSC), da Universidade de São Paulo (USP), desenvolveram protocolos de tratamento para dores crônicas que, segundo estudo feito na Santa Casa de São Carlos, podem trazer melhora a diversos quadros de dor.


“A percepção da dor é algo subjetivo, mas os equipamentos e protocolos criados pelos pesquisadores da USP apresentaram resultados promissores na diminuição da dor dos pacientes que participaram das pesquisas”, explica o fisioterapeuta, doutor em Saúde Coletiva e diretor técnico do Espaço Estar Bem, Carlos Magno Neves.


A lista de patologias que podem ser tratadas é extensa: fibromialgia, tremores de Parkinson, dores na coluna e outras articulações, hérnia de disco, lesões musculares, distensões, estiramentos, tendinites, lesões de ligamentos (entorses ou luxações), bursites, artrites, artroses, inflamações ou dores nos nervos (neurite e neuralgia) e outras dores. Os aparelhos são aprovados pela Anvisa.

1 visualização0 comentário

Quer conhecer a #EstratégiaPlena?

Fale com a gente pelo Whataspp

  • Facebook Plena Estratégias Criativas
  • Instagram Plena Estratégias Criativas
  • Pinterest Plena Estratégias Criativas