• Karolina Vieira

O que é marketing de conteúdo na saúde?

Atualizado: Abr 29

Aposto que ao ler a palavra marketing, seu cérebro acendeu uma luzinha de alerta porque a maioria das pessoas pensa que quando falamos em marketing estamos mentindo ou enganando alguém. Esqueça isso, quebre essa barreira e entenda o marketing pelo que ele realmente é: um processo ou instituição que cria, comunica, entrega e troca serviços ou produtos com valores para consumidores, clientes, parceiros e sociedade.


Com a grande influência dos smartphones houve uma transformação no comportamento das pessoas e não pense que seu paciente está de fora. Uma dessas mudanças é justamente a busca por informações e por profissionais de saúde na internet e isso

cria muitas possibilidades para o marketing de saúde e uma delas é justamente o marketing de conteúdo. Como profissional de saúde, você precisa estar no Google para informar e atrair pacientes.

Segundo o Google, a cada 20 pesquisas feitas no Brasil, uma delas é sobre assuntos de saúde

Mas afinal, o que é o marketing de conteúdo?

Marketing é entregar valor. Pronto. E quando falamos do marketing de saúde, temos que aprofundar ainda mais o valor porque estamos lidando com um cliente em um momento de fragilidade e, por isso, as ações precisam ser mais humanizadas. Ao contrário da publicidade tradicional (outdoor, panfleto, anúncios em geral) em que se falava para todos e torcia para alcançar alguns, o marketing de conteúdo é uma oportunidade de atrair a atenção de um público pré-definido e de se conectar com ele.


Como o próprio nome diz, o mais importante nessa estratégia é o conteúdo oferecido, que deve ser útil e valioso para ajudar o público a expandir conhecimento sobre algo ou resolver um problema ou situação em que ele se encontra. A estratégia que será utilizada depende de quais são os objetivos, que podem ser desde posicionar o profissional no mercado, divulgar a inauguração de um novo espaço, expandir a carteira de clientes, focar em um nicho de atuação, etc.


Ao colocar seu conhecimento à disposição para ajudar a população, o profissional de saúde cria conexão com quem o acompanha. Os canais para distribuir esse conteúdo pode ser os veículos de comunicação ao conceder entrevistas à imprensa, blog dentro de um site, redes sociais, e-books, etc.

O paciente de hoje é um consumidor que quer informação objetiva e clara, mas isso não significa que ele deixará de ir ao consultório para cuidar da sua saúde. Ele quer chegar na consulta sabendo o máximo possível sobre sua saúde.

E as regras dos conselhos?

Na área da saúde, o marketing de conteúdo funciona muito bem, mesmo com as regulações e limitações dos conselhos. Aqui na Plena, nós seguimos todas as regulamentações dos conselhos para criar conteúdo para os nossos clientes. Estamos em constante atualização sobre essas regras, pautamos todo o nosso trabalho pela ética e consultamos fontes científicas oficiais para buscar novidades e dados.


Conclusão

O consumidor quer informações úteis e de qualidade para tomar decisões sobre sua saúde. Por isso, é importante que seu conteúdo seja ético, atrativo e informativo para gerar valor para quem te acompanha. Se esse consumidor se converter em paciente, ele já terá uma conexão verdadeira com você porque você o ajudou quando ele precisava de informação.


#marketingmedico #mktmedico #marketingdeconteudo #assessoriadeimprensa #mktdigital #marketingdigital #conteudodigital #redessociais

Quer conhecer a #EstratégiaPlena?

Fale com a gente pelo Whataspp

  • Facebook Plena Estratégias Criativas
  • Instagram Plena Estratégias Criativas
  • Pinterest Plena Estratégias Criativas