• fabiomarquesjornal

Cirurgia robótica torna procedimentos urológicos mais precisos

Cirurgias assistidas por robôs já correspondem a mais de 15% do total ao redor do mundo. Brasil ainda concentra pouco mais de 1% dos dispositivos


A cirurgia robótica é uma abordagem para intervenções médicas que vem ganhando cada vez mais espaço mundialmente. Um estudo da Escola de Medicina da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, estima que os procedimentos assistidos por robôs já correspondem a mais de 15% do total mundial. Para o médico urologista Rodrigo Lima, membro da Singulari Medical Team, esse avanço é natural diante de seus benefícios. “Por ser minimamente invasiva e de menor duração, a cirurgia robótica permite que o paciente retome suas atividades diárias rapidamente”, explica.


De fato, um levantamento brasileiro constatou que 80% dos cirurgiões do País que já utilizam esse recurso afirmaram que a experiência com o suporte de robôs foi positiva e contribuiu para um aprimoramento de suas técnicas. Para o urologista, isso serve tanto para tranquilizar os pacientes - mesmo em intervenções em regiões genitais - como para melhorar o prognóstico de conservação de órgãos, como é o caso da remoção de tumores cancerígenos nos rins. “O que o robô acrescenta na urologia são vantagens como a fineza nos movimentos e câmera 3D com aumento de imagem. Isso resulta em um procedimento com maiores possibilidade de preservação do rim”, destaca.


Para receber o release completo, clique aqui e fale com a gente pelo WhatsApp!

3 visualizações0 comentário