• Karolina Vieira

Lesões complexas podem ser tratadas com células mesenquimais obtidas com nova tecnologia a laser

Atualizado: 14 de Dez de 2020

Procedimento tem aplicações estéticas, como preenchimento e regeneração capilar, mas também ajuda na reparação tecidual e abre possibilidades de aplicação na medicina regenerativa


Médicos de várias cidades do país estiveram em Goiânia para conhecer uma nova técnica de lipoaspiração a laser que preserva as células mesenquimais obtidas através da coleta de tecido de gordura para possibilitar o uso na medicina regenerativa. Exemplos de algumas aplicações são os enxertos ortopédicos, reconstrução de mama pós tratamento oncológico, preenchimentos de sulcos faciais, remodelagem corporal, rejuvenescimento facial e das mãos e regeneração capilar.


“Aqui em Goiânia apresentamos essa tecnologia para a coleta de tecido adiposo utilizada tanto na cirurgia estética como nos procedimentos de reparação tecidual. Os pacientes que tem queimaduras, lesões complexas pós-tratamento oncológico ou lesões derivadas de diabetes são beneficiados por essa técnica”, explica Marcelo Lemes, diretor da R2M, responsável pela administração da linha médica da DMC.

5 visualizações0 comentário

Quer conhecer a #EstratégiaPlena?

Fale com a gente pelo Whataspp

  • Facebook Plena Estratégias Criativas
  • Instagram Plena Estratégias Criativas
  • Pinterest Plena Estratégias Criativas