• Karolina Vieira

Bolha do relacionamento ajuda casais a se reaproximarem na pandemia

Atualizado: Jun 25

Pandemia e isolamento trouxeram desafios para os casais com a convivência constante, mas também a oportunidade de se reaproximar, com autoconhecimento e conexão


Será que a pandemia afetou o romantismo? Ou simplesmente trouxe à tona problemas que antes eram ignorados pelos casais? Para a psicóloga Michelle Branquinho, a pandemia gerou facilidade na convivência, o que pode melhorar o romantismo, mas isso exige enfrentar questões pessoais e problemas existentes no relacionamento.


“A verdade é que as pessoas agora enxergam o outro no cotidiano, e os pequenos problemas ou grandes problemas estão aparecendo. Mas relações são feitas de acordos e precisamos entender as necessidades do outro também”, incentiva.


“Uma dica que dou é criar a bolha do relacionamento, ou seja, momentos para tirar tudo do caminho e focar no relacionamento para conversar sobre o que está bom ou não, sobre a vida sexual porque a relação amorosa precisa de intimidade e a comunicação mais íntima do casal é o sexo”, diz a psicóloga.


As regras são feitas de acordo com o que cada casal acha válido como frequência (semanalmente, mensalmente), se pode ter celular, se pode entrar em contato com os filhos, se vai ser um fim de semana em uma viagem ou uma noite apenas em casa.


Para receber o release completo, clique aqui e fale com a gente pelo WhatsApp!

11 visualizações0 comentário